Reposição de produtos no PDV: dicas para manter suas prateleiras sempre cheias

By 19 de fevereiro de 2019Dicas
Reposição de produtos no PDV

Quer ver um consumidor frustrado? Basta deixar as prateleiras do seu ponto de venda com espaços vazios, sem contar que isso faz com que o cliente tenha uma má impressão do seu estabelecimento. As mercadorias precisam estar disponíveis no lugar e na hora certa para que suas vendas ocorram com sucesso, por isso, o primeiro passo é realizar a reposição de produtos no PDV.

Para lhe ajudar, separamos algumas dicas que vão servir como base na hora de realizar a gestão de estoque da sua loja e para que as gôndolas nunca mais fiquem vazias.

1º Demanda de consumo

A melhor forma de começar a reposição de produtos no PDV é com uma previsão de demanda de consumo. Se um determinado item costuma ter um giro mais rápido, o melhor é ficar atento e preparado para este período entre o abastecimento e a saída dos produtos. Assim, o seu cliente não precisará procurar um funcionário da loja para saber se há ou não determinado produto, ou simplesmente ir comprar em outro estabelecimento.

2º O inventário de estoque pode ajudar

O inventário é uma das melhores opções para que erros sejam evitados dentro do seu estabelecimento comercial, diminuindo assim, qualquer tipo de prejuízo financeiro. Este processo envolve a contagem, classificação e identificação de todos os produtos.

Dentro do inventário existem duas opções de contagem, sendo uma total e outra gradual. Veja quais são as vantagens de cada uma:

Contagem total: esse processo deve ser realizado uma vez por ano e é necessário realizá-lo contabilizando todos os produtos que estão estocados na sua loja ou mercado. A principal vantagem do inventário completo é que por meio dele é possível encontrar todas as divergências que podem haver dentro do estoque da sua loja.

Contagem gradual: também conhecida como inventário rotativo, ela possui o mesmo objetivo da contagem total: organizar, controlar o estoque e evitar prejuízos financeiros. Este método é principalmente indicado para lojas que não podem parar o seu funcionamento diário.

Ela tem como foco a contagem de uma linha específica ou família de produtos, o que acaba reduzindo o tempo de análise e os custos do procedimento. Para cumpri-lo é necessário a utilização de um software que auxiliará os funcionários responsáveis pela contagem por meio de fornecimento de dados. Este mesmo sistema será responsável pela unificação de todas as informações dentro do estoque.

A contagem gradual precisa ser feita de forma periódica e de preferência após ou antes do horário de funcionamento da sua loja, já que são contados os produtos em estoque e nas prateleiras. Assim, não há risco do seu consumidor se sentir incomodado com a movimentação ou com o corredor bloqueado.

Mas atenção: para que não haja erro em nenhum destes processos, é necessário contar com uma equipe de profissionais altamente preparados e capacitados para este tipo de trabalho, tendo em vista que pode ser um processo demorado por conta de toda atenção que é voltada aos detalhes para que nada saia do controle.

3º Tenha um sistema para reposição de produtos no PDV

Controlar o estoque e a reposição nas prateleiras por meio de papel não é uma boa opção, pois os papéis podem se perder, rasgar, molhar e sem contar que qualquer pessoa pode ter acesso.

Por este motivo, recomendamos a utilização de alguma ferramenta on-line para este controle. Assim, somente pessoas autorizadas terão acesso e as informações estarão sempre seguras por conta do backup. Não podemos nos esquecer que com a tecnologia, esse processo se torna muito mais rápido, eficiente e reduz a probabilidade de erros.

Trabalhar com software também ajuda no inventário de estoque, pois com ele você conseguirá emitir um relatório com todas as divergências que apareceram durante o processo de contagem para manter a segurança das informações do estoque.

 

4º Escolha o fornecedor certo

Para ter uma boa reposição de produtos no PDV é necessário que exista um ótimo planejamento de estoque, por isso, a escolha do fornecedor certo é extremamente importante.

Os fornecedores responsáveis e corretos não irão deixar você na mão, sempre entregarão na data estimada ou até mesmo antes.

E como você encontra um ótimo fornecedor? A melhor forma é realizar uma boa pesquisa de mercado e se possível pedir recomendações. Checar os prazos de entregas e as formas de pagamento também são importantes para que tudo se encaixe perfeitamente às necessidades do seu estabelecimento.

Leia também Loja de descartáveis: Está perdendo clientes em seu ponto de venda?

5º Trabalhe com planograma

A distribuição e posição dos produtos na gôndola é um fator importante para que haja um aumento de vendas, por isso é recomendado a utilização de um planograma.

Essa estratégia é associada ao trade marketing e tem como objetivo a organização dos itens do setor em cada prateleira. Conhecido também como plano de gôndola, ele auxilia na melhora da visualização dos produtos, por meio da quantidade que deve ser exposta, tipo do item, marcas e a altura correta que deve ser utilizada para cada empilhamento.

Além da organização, o planograma fornece ao consumidor uma maior praticidade, acessibilidade e segurança na hora da compra, sem contar que influencia a venda. Assim, a tomada de decisão fica muito mais fácil e o cliente sairá satisfeito, pois não haverá a necessidade de passar um longo tempo procurando o item desejado. 

Várias estratégias podem ser aplicadas nas gôndolas de PDV, mas a principal intenção é torná-las mais harmônicas e lucrativas. O planograma pode ser executado por meio da utilização de alguns softwares criados especificamente para esta função de organização do produtos, você pode encontrar alguns com uma busca rápida no Google.

Planograma Linha Casual

6º Envolva todas as equipes e crie processos

Uma outra forma de fazer com que a reposição de produtos no PDV seja bem-sucedida é por meio de uma boa comunicação entre as equipes de reposição e a criação de uma rotina de processos.

São pequenos processos que auxiliam o maior controle de estoque. Veja mais alguns procedimentos que podem ser aplicados pelas equipes na hora de realizar a reposição de produtos no PDV:

Compras:

  • Atribua os processos e responsabilidades para cada funcionário, como quem fará os relatórios de inventário, controle de fluxo de entrada e saída, atualizações de informações (preços) e muito mais. Assim, fica mais claro saber o momento exato da reposição de produtos no PDV.

Reposição:

  • Aplique padrões e regras para organizar o estoque, leve em consideração a limpeza do ambiente, horário de entrada e saída de mercadoria;
  • Utilize quadros de gestão à vista para determinar as atividades diárias de cada colaborador, como organização do estoque e prateleiras.  É essencial que cada equipe fique atenta a um corredor em específico.

7º Mix de produtos

Uma forma de manter as prateleiras sempre cheias é trabalhar com uma grande variedade de produtos de um determinado segmento e marca, como: pratos, talheres, copos e potes. Temos como exemplo, a própria Prafesta, que trabalha com itens de variados tipos e tamanhos, e faz com que o consumidor saiba que sempre que precisar vai encontrar o que deseja nos pontos de venda.

8º Faça uma análise das métricas

Acompanhar os números é uma boa forma de evitar rupturas na reposição de produtos no PDV. Assim, terá mais controle sobre o fluxo de saída e poderá estabelecer metas para cada categoria dentro da loja.

Marketing

Author Marketing

More posts by Marketing